BLOG NOVO: CONTOS DO ICAL

terça-feira, 16 de setembro de 2014

A hóspede - Maria Luiza C. Malina


A HÓSPEDE           
M.Luiza de C.Malina

Olhar faiscantemente rápido. Cabelos negros lisos, uma verdadeira cortina que encobre levemente o rosto. Esvoaça como a mais leve seda, saboreando o vento.

Tudo isto sem falar do monumento escultural, vista os olhos masculinos, levando os seus cordões espermáticos à loucura!

- Uma índia em sua casa? Era a observação de amigos estupefatos pela beleza do “de repente”.

Nossa! Mais explicações.

A verdade é que ela realmente marcava presença pela maneira exótica de ser.  Roupas nada convencionais. Sem tanga, é claro – mas, pouco se importava com o que é “o belo” dentro de nossa sociedade cheia de grifes.

Sem qualquer “rasteirinha”, ôps, que até mesmo o termo tornou-se uma grife, então digo: - uma sandaliazinha - seus pés deslizam macios pelo assoalho, como a não tocá-lo.

Realmente, um vislumbre aos olhos dos desavisados.


O incômodo chegou. A insistente e numerosa visita dos amigos da onça. A confusão ao atender ao telefone,  e o som da  campainha que não parava de tocar para ela.

Nenhum comentário: