BLOG NOVO: CONTOS DO ICAL

domingo, 28 de setembro de 2014

A menina que gostava de números - Jany Patricio


A menina que gostava de números
Jany Patricio

Naquela manhã o sol brilhava majestoso.

Gotículas tocavam as flores aveludadas. Minúsculos prismas que espargiam a luz solar, transformando a atmosfera num festival multicor.

Filetes d'água surgiam das rochas banhando a relva.

Os pés delicados de Aline calçaram os chinelos e caminharam até a janela, enquanto suas mãos alvas esfregavam os olhos.

Bocejou e sorriu para o seu amigo que surgia das montanhas.

O cheiro de café e pão assando no forno invadia os cômodos da singela moradia.

Hora de levantar e ir para a escola para aprender matemática.

Ela adorava os números, seus companheiros.

Fazia desenhos com eles. Colocava um em cima do outro e depois os inclinava, para a direita, para a esquerda, fazendo gangorra.

Ela os via em tudo, nas flores, folhas, nos pássaros que contava,  nas gotas de chuva. Ela contava estrelas também, quando a noite era  de céu limpo!

Um dia, quando atravessava a ponte sobre o riacho, no caminho para a escola, levou um susto!

Ouviu um barulho de asas atrás de si, virou-se, mas nada viu.

Franziu a sobrancelha, deu de ombros e  continuou andando.

De repente! Vum!  Um vento nos seus cabelos!

Eram em número de três. As fadinhas brincalhonas que a acompanhavam até passar a ponte, enquanto contavam segredos sobre a matemática divina.
- Aline, acorde! Venha tomar café!

A menina sorriu para o astro rei, foi para a cozinha, beijou sua mãe e disse:

- Hoje eu vou aprender geometria!


Nenhum comentário: